04/12/2017 - Acamdoze completa 38 anos e presidente tem desafio de ‘reerguer’ entidade em 2018

 

Fundada no dia 5 de dezembro de 1979, a Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze), completa 38 anos de fundação nesta terça-feira (5). Com sede no município de Campo Mourão, a entidade que já chegou a contar com 18 Câmaras Municipais filiadas, atualmente tem apenas 10. O presidente da entidade, Sidnei Marchi, vereador de Corumbataí do Sul, reconhece o momento de dificuldade da Associação, e prevê 2018 como um ano de desafio para reerguer a Associação.

De acordo com Marchi, a meta para 2018 é restabelecer o fortalecimento da Acamdoze fazendo com que a associação seja mais atuante nos assuntos de interesse da Comcam. “Os 38 anos da Acamdoze poderia ser lembrado de outra forma, mas não temos como fugir do fato de que a entidade está passando por um dos momentos mais delicados de sua história por causa da desfiliação de várias Câmaras neste último ano. Isso nos deixa triste e nos faz pensar onde estamos errando e o que precisamos mudar”, lamentou.

Para 2018, Marchi com o apoio de outros vereadores está organizando a criação de uma comissão que ficará encarregada de visitar as Câmaras da região. Segundo ele, o objetivo é aproximar a Acamdoze das Câmaras. “Vamos priorizar as câmaras desfiliadas, mas vamos estender estas visitas a todas as outras também para evitar o distanciamento do vereador da entidade”, comentou.

Ele explicou que um dos maiores desafios será trazer de volta ao quadro de associados da Acamdoze a Câmara de Campo Mourão. “É inacreditável que a Câmara sede esteja desfiliada da entidade, soa como piada, mas infelizmente é uma triste e amarga verdade”, falou. Apesar das inúmeras tratativas junto a Câmara do município, ela segue desfiliada da entidade.

Marchi explicou que até o início do ano definirá também uma agenda de eventos da entidade, como cursos para vereadores, entre outros eventos pertinentes à classe. “Uma das reclamações mais comuns é que a entidade não está tendo muito a oferecer, se for isso, vamos tentar mudar esta imagem em 2018”, argumentou.

O presidente pede, no entanto, mais empenho dos vereadores da região para participar das atividades da entidade. “Tem gente que só sabe criticar que deixamos de fazer isso e aquilo, mas tem participação zero nas assembleias da entidade. O que estamos querendo dizer com isso, é pedir aos vereadores que sejam mais unidos, porque hoje o que vemos é uma total desunião da classe. E isso está refletindo na Acamdoze”, afirmou. Segundo ele, o medo é que a entidade seja extinta. “Isso é a última coisa que queremos, e muito menos queremos ser o presidente que fechou a entidade”, preocupou-se.

 

A Acamdoze

A Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze) foi fundada no dia 05 de dezembro de 1979. A entidade foi criada com o objetivo de desenvolver o espírito associativo entre os vereadores que militam nas Câmaras da região; levantar, promover estudos e apontar soluções dos problemas sociais e econômicos da região; promover o intercâmbio entre as Câmaras, fortalecer a representatividade da região nas esferas estadual e federal, entre outros.

Seu primeiro presidente foi o ex-vereador de Campo Mourão, Ephigênio José Carneiro, na gestão 1979/1981. Desde então, contando com a atual diretoria, a entidade já teve 32 presidentes.

Assessoria Acamdoze

Anexos: