21/11/2017 - Projeto de escola de Boa Esperança pode virar lei estadual

O projeto “Profissões: Formando Cidadão”, do estudante Divonzir Guilherme Junior, do Colégio Estadual de Boa Esperança, Vicente Leporace, está entre os 26 finalistas escolhidos entre 228 colégios do Paraná, e poderá virar Lei pela Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), caso seja o vencedor final.

O trabalho foi coordenado pelas professoras Mara Cristina Garófalo e Similaine Sibele da Silva, que desenvolveram a atividade com alunos do 3º ano do ensino médio. A iniciativa foi desenvolvida a partir do programa, “Cidadão”, desenvolvido na escola pelas educadores no início deste ano, sendo atrelada ao “Geração Atitude”, desenvolvido pela Alep em parceria com o Ministério Público estadual, Secretaria de Estado da Educação, Tribunal de Justiça e Assessoria Especial da Juventude do Governo do Estado.

As duas professoras e Divonzir Junior estão desde ontem em Curitiba representando a escolar para apresentar o projeto. Nesta etapa, denominada de “Caravana da Cidadania”, eles também irão conhecer os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público estadual. Visitarão também alguns dos principais pontos turísticos da Capital, como o Jardim Botânico, a Ópera de Arame e o Museu Oscar Niemeyer.

Nesta quarta-feira (22), a partir das 14 horas farão uma visita guiada à Assembleia Legislativa, onde assistirão a uma palestra e terão oportunidade de participar da sessão plenária da Casa. O melhor projeto de lei, a ser escolhido entre as 26 propostas que venceram esta primeira triagem, será divulgado em cerimônia que começa às 18 horas, no Plenarinho do Legislativo, marcando o encerramento da edição 2017 do “Geração Atitude”.

A professora Mara Cristina explicou ontem, em entrevista à TRIBUNA, que o projeto desenvolvido consistiu basicamente em oferecer palestras aos alunos com profissionais de diversos segmentos da sociedade, no sentido de auxiliá-los na decisão sobre a escolha da profissão. “Muitos desses estudantes estão concluindo o ensino médio e ainda não tinham uma ideia de que curso escolher para sua profissão. Dentro desse contexto, eles próprios sugeriram que seria importante alguns profissionais darem seus relatos sobre suas profissões”, comentou.

A partir dessa ideia, os estudantes receberam a visita de profissionais, como: engenheiro agrônomo, técnico da Emater do município, master coach, servidor público, entre outros profissionais. “Quando o projeto estava caminhando ficamos sabendo que já havia um projeto sendo desenvolvido em nível de Estado, o “Geração Atitude”, então inscrevemos nosso projeto e fomos selecionados”, comentou a professora Similaine da Silva, que também coordenou o trabalho.

Conforme as professoras, em comum acordo com os demais estudantes envolvidos na atividade, Divonzir Junior foi escolhido para representar o projeto em Curitiba. “O intuito é que outros estudantes do Estado também pudessem ter a mesma oportunidade que ele e os colegas tiveram”, comentou Mara Garófalo. Ela disse que o projeto será concluído no próximo dia 1º de dezembro, com a realização de um seminário entre os alunos que participaram dos trabalhos. Os pais também são esperados para participar da atividade.

“Estamos muito ansiosos para saber o resultado final. Mas de qualquer forma, já somos vitoriosos, pois fomos os únicos escolhidos do Núcleo de Educação de Goioerê, concorrendo entre 228 escolas do Paraná. Acredito que isso seja um orgulho para o município, a escola, e a região da Comcam”, afirmou Mara.

 

Temas

Os trabalhos desenvolvidos envolveram diversos temas como educação, saúde, combate à violência, preservação do meio ambiente, entre outros. Além de Boa Esperança, o município de Nova Tebas, também da região, teve o projeto, instituindo a Semana de Prevenção e Conscientização Ambiental no Colégio Estadual Carlos Drumond de Andrade, de Letícia Rodrigues Pires, selecionado entre os 26 finalistas.

Fonte: Walter Pereira/iTRIBUNA

 

Anexos: