30/08/2017 - Câmara de Araruna faz repasse de R$ 160 mil em “sobras” para prefeitura

O presidente da Câmara Municipal de Araruna, Davi Fávaro (PDT) fez o repasse de R$ 160 mil em “sobras’ ao prefeito do município Leandro César de Oliveira (PPS). O recurso é referente à economia gerada pelo Legislativo no período de janeiro a junho deste ano. O dinheiro será aplicado na aquisição de 4 ônibus escolares com capacidade para 40 passageiros cada. A entrega do cheque simbólico foi acompanhada por vereadores, secretários municipais e comunidade em geral.

Fávaro informou que a intenção era fazer a entrega das “sobras” somente em dezembro, porém após o prefeito da cidade expor a necessidade de verba para aquisição de veículos para a frota escolar, antecipou o recurso. “Essa economia só foi possível graças à consciência de cada servidor da Câmara que de uma forma ou outra contribuiu para isso”, falou o vereador, ao comentar que desde que assumiu a presidência do Legislativo buscou todos os meios possíveis de economia. “O nosso mandamento é economizar. Na Câmara tem vereador ‘brigando’ por luz acesa”, exemplificou.

Para se ter ideia, o presidente informou que a Câmara de Araruna não conta com nenhum cargo comissionado, ou seja, os servidores são todos efetivos. Além disso, o Legislativo renegociou nesta gestão todos os serviços como telefone, internet, entre outros, gerando uma economia de até 30% aos cofres públicos. “Essa busca de economia tem que ser constante pelos gestores municipais”, disse. “Já que não dá para pegar o exemplo de cima para baixo, vamos fazer de baixo para cima”, prosseguiu se referindo ao momento de crise política o qual atravessa o País.

O prefeito do município, Leandro de Oliveira destacou o comprometimento da Câmara do município com o recurso público. “Esta economia só está sendo possível pela seriedade com que o presidente, demais vereadores, e servidores vêm tratando o dinheiro público”, disse. O gestor comentou que a prefeitura já licitou os ônibus que deverão chegar no município nos próximos 20 dias. O prefeito acrescentou que o município estava com pelos menos 4 ônibus escolares bastante deteriorados que precisavam ser substituídos. A ideia, agora é fazer um leilão destes veículos que serão trocados e adquirir mais um novo.

Fonte: Itribuna

Anexos: