24/04/2015 - Vereadores de Luiziana cobram prefeito sobre dívida com Samu

Assessoria Acamdoze

A Câmara de Vereadores de Luiziana aprovou requerimento dos vereadores Joaquim Pepineli de Araújo, Cristina Aparecida dos Santos e Pedro de Faria, cobrando o prefeito Mauro Slongo (PDT), sobre a dívida do município com o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

A coordenação do Consórcio Intermunicipal de Urgência e Emergência do Noroeste do Paraná (Ciuenp), divulgou que os valores pendentes do município com o serviço totalizam R$ 71,4 mil. São R$ 14,5 mil referentes a 2013; R$ 44,9 mil a 2014 e R$ 11,9 mil até fevereiro de 2015. Ou seja, a prefeitura não pagou nenhuma mensalidade ao consórcio desde o início de seu funcionamento. Outras 11 cidades da região se encontram na mesma situação.

“Tendo em vista a relevância dos serviços já prestados pelo Samu aos munícipes,  é que estamos requerendo do Executivo os esclarecimentos devidos, visando a normalização dos fatos para que a população não seja penalizada em caso de suspensão dos atendimentos”, cobram os vereadores.

Anexos: