09/06/2015 - Projeto possibilita agendamento de consulta médica por telefone em CM

A Câmara de Vereadores de Campo Mourão derrubou na sessão dessa segunda-feira (8), por 7 votos a 6, veto do Executivo ao projeto de lei que estabelece a possibilidade de agendamento telefônico de consultas médicas para pessoas idosas, com deficiências e moradores de zona rural do município. Para serem beneficiados, é preciso que os pacientes já estejam cadastrados nas unidades de saúde.

O projeto de lei, de autoria do vereador Eraldo Teodoro de Oliveira (PMDB), foi aprovado por unanimidade pela Câmara. Segundo Oliveira, com o agendamento telefônico, os idosos, pessoas portadoras de necessidades especiais ou moradores da zona rural terão o atendimento garantido. “Essas pessoas não precisarão mais chegar ao posto de saúde antes mesmo de abrir e também não correrão o risco de não encontrar vaga para consulta”, frisou.

 O vereador explicou que o objetivo do projeto de lei é evitar que os pacientes cheguem aos postos antes mesmo de sua abertura e aguardem na fila para conseguir vaga para consulta. Em Luiziana, a Câmara aprovou e a prefeitura sancionou recentemente um projeto de lei parecido. De autoria da vereadora Cristina Aparecida dos Santos, o projeto beneficia a pessoa que comprovar idade igual ou superior a 60 anos. Igual em Campo Mourão, o agendamento será possível somente na unidade onde o paciente já estará cadastrado. O número de consultas agendadas por telefone no município é limitado a 20% das consultas disponíveis no local.

Assessoria Acamdoze

Anexos: